Só a memória flash salva?

Faz um ano que comprei um “PC-TV” no qual nunca consegui assistir canal nenhum. Mas este não é o assunto. A escolha do modelo também deveu-se à presença de um gravador de DVD, que me pareceu muito pertinente para backups, já que até então vivia na era dos disquetes floppy… A primeira decepção ocorreu há mais de um semestre, quando um CD-RW contendo dados sem outra cópia de segurança, deu pau… Eram só fotos minhas, ainda bem, nada importante. O que não presta: o drive gravador, o disco marca Multilaser … ? Ou é problema de BIOS (bixo ignorante operando o sistema) ? Um dia saberei… Bem, virou o ano, eu quis formatar a máquina pra dar uma aliviada, e eis que me deparo com a segunda decepção: os DVD-RW usados para salvar os arquivos, estão num processo de “grava/não grava”, “lê/ não lê”… o que me fez cogitar que esse formato de mídia não é o canal para backup. O que vamos eleger ? Será que só o bom e velho HD é confiável, salvo intempéries climáticas e elétricas que porventura desliguem a máquina com a agulhinha lendo o antigo Winchester ? Bem, o HD já foi parcialmente substituído: depois de chegar na tecnologia SATA, com transmissão serial, ele já não é a preferência nos novos notebooks, que trocaram o HDD (hard disk drive) pelo SDD (solid state drive), ou seja, uma unidade de memória Flash… o mesmo princípio presente nos pendrive, cartão de memória, e cada vez mais em TVs, gravadores de DVD; e cuja grande vantagem é ser mais resistente a impactos (mobilidade para os note/netbooks); e desvantagem, por enquanto, o custo nada virtual… minha conclusão é que os DVD-RW, mesmo com a possibilidade de serem gravados muitas vezes (evitando uma coleção permanente de dados inúteis), por isso mesmo parecem propensos a falhar, como os fatos estão comprovando. Já a memória Flash, não arranha; como as Havaianas, não solta as tiras… eu estava tentado a anunciar por aqui que ela é o futuro do armazenamento físico doméstico, já que os mainframes tem coisa muito melhor, como o Banco de Dados do Senado por exemplo… fitas DAT… momentos antes de minha declaração, meu amigo adentrou minha casa, contando que seu pen drive queimou do nada… putz, e agora ? Além de problemas freqüentes com vírus e eventual dificuldade de reconhecimento pelo PC.
Vou ter que radicalizar… não confio em mais nada. Guarde seus arquivos num servidor remoto americano, tipo 4shared ou Box.net, que não ta nem aí pra pirataria. Não confie em pastilhinhas de silício. Só o DNA é confiável… guarda a história viva dos genes… e segundo os reencarnacionistas, até mesmo de passadas existências.
Bem, mantenho o título, mas como interrogação. Pronto.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s