Domingão fora de área

line

No Domingão, 21, o freak show capitaneado por Fausto Silva me chamou especial atenção por questões de rock. Passava eu na frente da tevê, pois não assisto o programa, nem novelas – não sei quem é Raj. E me deparei com uma banda gaúcha chamada Área Restrita, da qual eu tomava conhecimento na ocasião. Cujo som me pareceu muito similar ao daquelas bandas que ninguém sabe diferenciar, Frezno e NX Zero (ou vice-versa). Considerando que ambas parecem estar na ativa, não vi na Área Restrita uma relevância tal para justificar a ocupação de um espaço em que caberiam nomes mais originais aqui do Sul. Esse raciocínio me lembrou que, a despeito da mega-infra, a Globo tem produtores de muito mau gosto. Mesmo tendo parado com aquelas caricaturas de musicais da Broadway com a Cláudia Raia dançando, que insistiam em encaixar na programação. Convido a produção global a colher dados junto às casas descoladas do Sul, como Beco, Macondo, Garagem, Ocidente, e, principalmente com quem estiver por dentro dos festivais alternativos. E, de repente, ler a página deste blog com entrevista do Wander Wildner, citando alguns nomes promissores do rock gaúcho.
Hein ?! Que isso, não precisa agradecer, estamos aqui para somar…

Anúncios

Um Comentário

  1. Gustavo

    heheh! gostei disso. tb achei o mesmo, e pior que a platéia tava gostando, putz. falar nisso gostei do “beldade culta” da onde?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s