Vermelho e quente, muito quente… (RHCP no Porão)

Quebrando a suspensão do blog para um singelo registro de fato que merece. Voltando da reggaeira Joaca, nada como uma escala em praias mais rocker como o Porão do Beco. Quem foi ao Living Colour e ao Faith No More tinha muito para estar lá: tributo ao Red Hot Chilli Peppers tocando na íntegra o famigerado álbum bloodsugarsexmagik. A cargo do Império da Lã, banda composta só por bambas locais como Carlinhos Carneiro da Bidê, Guri Assis Brasil (Pública, uma de minhas favoritas da atualidade), Pedro Petracco (Cartolas), etcétera etcétera… Do repertório, pouco a dizer: o disco, na ordem. Aquela obra que, assim como o Angel Dust, do FNM, marcou meus 90´s. Rock funkeado psicodélico escolado em George Clinton, com adição de mais Hendrix e Page. Ou seja, se você nunca ouviu, dá pra dançar igual, até se acabar. Em cima do palco, a rotatividade de elementos dinamizou vocais e tudo o mais, transmitindo realmente a impressão do que Carlinhos confirmou: os músicos estavam se divertindo ainda mais que a platéia, a qual não fez por menos e pulou deveras ante a vibe de uma jam – profissional, já que muito ensaiada. Afinal, emular um Flea, por exemplo, exige muque e treino. Foi a senha pra suar muito. Após a última faixa, a festa continuaria, já bastante esvaziada, com a DJ que prestou o serviço de incluir alguns rocks como “Needles and Pins” e “Killing An Arab”. A próxima “junção” da Império com essa proposta de álbuns clássicos homenageia Ok Computer do Radiohead. Por hora, oportuna a saudação aos pimentinhas, que acabam de amargar a baixa de John Frusciante depois de tanto tempo. Para quem não sabe, bloodsugar…, o disco, de 91, ganhou toda uma aura mítica quando a locação das gravações foi um castelo antes habitado por Aleister Crowley, renomado bruxo que preconizava a magia sexual do título e que, segundo Raul Seixas, é a própria besta 666 do Apocalipse. Parece mesmo obra de magia um álbum que reúna baladas como “I Could Have Lied” e a massificada “Under The Bridge” com pauladas como “Give It Away” e “Suck My Kiss”.
Era isso… tonight, London is Calling… maybe.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s