Marvin e as parcerias no Atelier

Resenha de show da banda Marvin é clichê aqui no blog. Os links ao final dessa postagem comprovam. Portanto, pouco a acrescentar sobre a volta da banda aos palcos, no Atelier Coletivo, na sexta, 29. No cardápio, a conhecida viagem pela história do rock – Creedence, Purple, Kiss, AC/DC, U2, Red Hot, Cowboys Espirituais, Led, Jupiter Apple e “muito mais”. Em tempos pós-SWU, Kings of Leon soou tão atual quanto as várias dos Beatles em véspera de Paul. Além dos Stones, rolaram pedras como “Heaven” do Live, “Teenage Kicks” versão Undertones, e próprias como “Fliperama”. Mesmo sem banda de abertura, o show se estendeu a ponto de o grupo abortar algumas previsões do setlist. Um Hendrix teria caido bem na noite… “Foxy Lady”, quem sabe ?

Outro de nossos clichês é falar em Atelier Coletivo. Nenhuma novidade que lá, o clima entre os músicos é mega-informal e colaborativo. A ocasião não foi exceção. Então, ficam as imagens da noite, em nossa característica linha “fotos bêbadas” e “edição com mal de Parkinson”.

O quarteto recebeu vários convidados no palco durante sua performance:

Marcelo Chroner, aqui com visual dylanesco: hit solo nas rádios e a expectativa do retorno do The Pampas com novo nome: The Becas

Cássio Neves

Luciano Pavão, do Ettnia Triu

Tiago Nocchi

Mais sobre a Marvin e afins:

Abertura para Pata de Elefante

https://marcelofialho.wordpress.com/atelier1/

Na Griffe Bar Privé 2009

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s