Morrissey em POA: repórter lembra o show de 2000

Marcelo Ferla

Em 2000, o jornalista Marcelo Ferla escrevia para o jornal Zero Hora e foi conferir o show de Morrissey no Opinião. A cobertura ainda rendeu resenha para a revista Bizz, sob o título “A rainha NÃO está morta”. Avesso às perseguições no backstage em busca de entrevistas, ele se limitou a assistir o primeiro show do ex-Smith em solo portoalegrense. Em conversa com o Blog, Ferla avalia que a postura de palco do inglês foi “de grande artista, bastante teatral. É o que se espera dele, creio”. Marcelo afirma gostar dos Smiths desde o início da banda: “acho das mais autênticas do rock, destas que merecem ser chamadas de brilhante. A carreira solo do Morrissey tem alguns bons momentos,mas não tem a química da banda, que se completava muito como quarteto”. Há doze anos, sem as redes sociais atuais, não era tão fácil observar a manifestação dos fãs em torno da vinda de um ídolo. Talvez por isso, Ferla não tem recordações de mobilizações de fãs em Porto Alegre na época: “Era um show para um público adulto, não deve ter tido plantão em hotel ou estas coisas do mundo de celebridades. Tanto que uma amiga que trabalhava no Aeroporto me ligou, na manhã seguinte do show, dizendo que ele estava tomando café sozinho no saguão, sem ninguém tê-lo importunado”, revela.

Morrissey, em 2000

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s